Doenças raras no Brasil em destaque em pesquisa internacional

 

A Plataforma Transatlântica (T-AP) para Ciências Sociais e Humanas, uma colaboração entre financiadores de vários países diferentes, divulgou oficialmente, em meados do mês passado, a lista das 10 equipes contempladas na Chamada Pública para Inovação Social.  A notícia já havia sido divulgada aqui, em versão não-oficial.

Cláudio Cordovil (ENSP/Fiocruz) e Fernando Aith (Direito Sanitário/USP) integram um time internacional de 13 pesquisadores. Eles irão investigar novos modelos de pesquisa e desenvolvimento (P&D), visando resolver iniquidades e vulnerabilidades em saúde relacionadas a doenças raras e outras necessidades médicas não-atendidas.

Um total de aproximadamente 5  milhões de euros foi concedido a 10 equipes internacionais para  investigar projetos de pesquisa colaborativa que contribuam para o entendimento da inovação social e proporcionem inovações sociais por meio de novas pesquisas.

A Chamada de Inovação Social da T-AP é apoiada por financiadores internacionais selecionados de toda a rede de financiamento maior da T-AP. Os países participantes e as organizações de financiamento nesta chamada incluem:

  • Brasil (FAPESP);
  • Canadá (SSHRC, FRQSC);
  • Finlândia (AKA);
  • França (ANR);
  • Alemanha (BMBF / DLR);
  • Polônia (NCBR)
  • Holanda (NWO);
  • Reino Unido (AHRC, ESRC).

Cada uma das equipes financiadas inclui investigadores principais e parceiros de pelo menos três países, com participação de ambos os lados do Atlântico. Essas equipes buscarão pesquisas interdisciplinares em diversos tópicos relacionados à inovação social, incluindo artes, meio ambiente, desenvolvimento sustentável, história, saúde, educação, juventude, habitação, ativismo social e pesquisa indígena.

O T-AP é uma colaboração entre os principais institutos de Humanidades e financiadores e facilitadores de ciências sociais da América do Sul, América do Norte e Europa .

A Plataforma visa aumentar a capacidade de financiadores, organizações de pesquisa e pesquisadores de se envolverem em diálogo e colaboração transnacionais.

A lista dos vencedores você vê aqui. Observe que a lista só inclui o nome dos pesquisadores principais. Outros integrantes das equipes (como é o caso de Cláudio Cordovil e outros nove pesquisadores de seu time), não figuram na mesma.  Como a fundação brasileira financiadora do projeto é localizada em São Paulo (Fapesp), os pesquisadores principais brasileiros de cada projeto necessariamente deveriam residir naquele estado.

 

Gostou? Então comente !  🙂

Deixe um comentário

Visit Us
Tweet
error: Corta e cola, não!

REPUBLISHING TERMS

You may republish this article online or in print under our Creative Commons license. You may not edit or shorten the text, you must attribute the article to Academia de Pacientes and you must include the author’s name in your republication.

If you have any questions, please email ccordovil@gmail.com

License

Creative Commons License AttributionCreative Commons Attribution
Doenças raras no Brasil em destaque em pesquisa internacional