Cláudio Cordovil

Vídeo detalha nova definição para “doença rara”

Como já haviamos anunciado neste blog, desde o final de 2022, as doenças raras possuem uma nova definição padronizada global.

Visando tornar mais acessível a todas as pessoas a nova definição, a Rare Disease International acaba de lançar uma animação em vídeo intitulada “O que é uma doença rara”.

Nela é detalhada, em linguagem clara e acessível, a nova descrição operacional de “doença rara”.

Assista a animação da RDI sobre a nova definição de doença rara. Em inglês.

Algo que pode lhe surpreender é o fato de muitos países não possuírem até então uma definição oficial de “doença rara”.

Este não é o caso do Brasil, que. desde 2014, através da Portaria MS 199, define estas enfermidades pouco frequentes como todas aquelas que acometem até 65 pessoas a cada 100 mil (ou 1,3 pessoas a cada 2 mil).

Foi para preencher tal lacuna que a RDI resolveu lançar esta nova descrição operacional de “doença rara”.

Pela nova descrição operacional proposta pela RDI, para ser adotada globalmente, “doença rara” é toda aquela que acomete uma pessoa a cada 2 mil.

Uma descrição operacional global de doença rara é importante porque:

  • Amplia a visibilidade de todas as condições raras
  • Aprimora o reconhecimento de doenças raras nos sistemas de saúde
  • Fornece uma base para comparações a níveis local, nacional e internacional
  • Informa novas políticas de apoio às pessoas que vivem com doença rara

Como esclarece a RDI:

“A descrição operacional de doença rara é uma referência aprovada internacionalmente que descreve quais condições são consideradas raras, os desafios únicos que as doenças raras representam para os sistemas de saúde e a necessidade de políticas específicas para as pessoas que com ela vivem e suas famílias”.

Diante da novidade, quero crer que o Ministério da Saúde precisará atualizar a definição adotada no Brasil, visando alinhá-la com a nova descrição operacional ora mencionada.

Está agendado para o dia 2 de fevereiro um webinar da RDI sobre a nova descrição operacional. Inscrições podem ser feitas por aqui (em inglês)

Deixe um comentário

error: Corta e cola, não!

REPUBLISHING TERMS

You may republish this article online or in print under our Creative Commons license. You may not edit or shorten the text, you must attribute the article to Academia de Pacientes and you must include the author’s name in your republication.

If you have any questions, please email ccordovil@gmail.com

License

Creative Commons License AttributionCreative Commons Attribution
Vídeo detalha nova definição para “doença rara”
Verified by MonsterInsights