NICE prossegue em suas reformas para se tornar ‘nicer’

 

O National Institute for Health and Care Excellence (NICE) abriu na quinta-feira passada (4/2) consulta pública visando coletar contribuições à sua proposta de  mudanças radicais no modo de avaliar tecnologias de saúde, com potenciais repercussões sobre o modo de agir de agências congêneres em todas as partes do mundo, inclusive a brasieira Conitec, a partir de eventuais demandas legítimas de associações de pacientes e outras partes interessadas.

As reformas ora em discussão têm os seguintes objetivos:

  • Criar um único processo simplificado para todas as avaliações de tecnologia em saúde.
  • Garantir flexibilidade para avaliar tecnologias de saúde novas e emergentes.
  • Garantir o fornecimento de acesso antecipado a tecnologias promissoras
  • Compartilhar a visão do NICE sobre a avaliação de Highly Specialized Technologies (aquelas destinadas às doenças raras)  e sobre que tecnologias seriam candidatas a serem avaliadas nesse programa.

Já falamos sobre o tema em algumas matérias passadas (clique abaixo):

Esta consulta é a terceira de uma série de escutas sobre propostas de mudanças nos métodos e processos que o NICE usa para produzir suas orientações sobre tecnologias de saúde – parte da maior revisão já realizada pelo NICE.

A consulta pública ficará aberta até 15 de abril.

Para baixar o documento (em inglês) que está em consulta pública, clique aqui.

Deixe um comentário

Visit Us
Tweet
error: Corta e cola, não!

REPUBLISHING TERMS

You may republish this article online or in print under our Creative Commons license. You may not edit or shorten the text, you must attribute the article to Academia de Pacientes and you must include the author’s name in your republication.

If you have any questions, please email ccordovil@gmail.com

License

Creative Commons License AttributionCreative Commons Attribution
NICE prossegue em suas reformas para se tornar ‘nicer’