Limiar de custo-efetividade

É representado por uma razão entre um custo monetário, geralmente expresso em moedas nacionais no numerador (o Real, p.ex.) e uma medida de ganho em saúde no denominador (aumento de sobrevida, ou conforto para o cuidador, p. ex.). Este valor deve ser comparado ao resultado de estudos de avaliação econômica (razão de custo-efetividade incremental, p. ex.) para orientar a incorporação de tecnologias (medicamentos, p. ex.) a sistemas de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *